Bonito: um paraíso inesquecível no coração do Mato Grosso do Sul

Posted on

Bonito, no interior do Mato Grosso do Sul, é um verdadeiro paraíso para os admiradores da natureza. A pacata cidade de 20.000 habitantes integra o Parque Nacional da Serra da Bodoquena e é considerada um pólo mundial do turismo sustentável, característica que lhe garantiu, em 2013, o prêmio de melhor destino de turismo responsável do mundo.

Mas quais são os motivos que fazem de Bonito um destino tão especial? Confira a seguir!

O poder da natureza em Bonito

Contemplar as exuberantes paisagens, respirar grandes doses de ar puro e apreciar os sons das águas e dos animais silvestres são algumas das principais atividades disponíveis em Bonito. Tantas atrações oferecem a situação perfeita para quem deseja recarregar as energias, relaxar e cuidar do corpo e da mente cercado pelas maravilhas da natureza.

Logo na chegada à cidade, é possível ver araras vermelhas, tucanos, tamanduás, peixes e muitas outras espécies da fauna local, além da rica vegetação nativa. Isso sem falar nas grutas, trilhas e muitas outras belezas naturais que podem ser desfrutadas no ambiente convidativo e harmonioso da região.

Leia também: 4 lugares históricos imperdíveis no Rio Grande do Sul

As águas de Bonito são um espetáculo à parte. Cercado por rios, cachoeiras e nascentes, o município conta com cursos d’água decorados com incríveis tonalidades de azul e transparências que não podem ser encontrados em nenhum outro lugar, atributos que se devem principalmente às rochas compostas por calcário que ali se encontram.

Além de uma experiência memorável, essa é a chance ideal para tirar fotos incríveis e registrar para sempre a esplêndida natureza da região.

Aventuras e esportes radicais

É natural que um lugar com tantas magníficas formações naturais seja referência também quando o assunto é a prática de esportes radicais.

As opções para os amantes da adrenalina são muitas: mergulhos em rios e cavernas inundadas, caminhadas em trilhas com refrescantes banhos de cachoeira, tirolesa, rafting nas corredeiras do Rio Formoso e muito mais.

Entre as atividades mais procuradas pelos viajantes estão a flutuação nas águas cristalinas de correnteza suave, a trilha de bicicleta na lagoa — durante a qual é possível plantar mudas de árvores e colaborar com o ecossistema local — e os desafios e emoções do rapel no Abismo Anhumas, com sua descida de mais de 70 metros.

Culinária e pratos típicos da região

Com fortes influências indígenas e de países vizinhos como Argentina, Paraguai e Bolívia, a culinária do estado do Mato Grosso do Sul é extremamente variada. Espanhóis, portugueses, desbravadores da época dos bandeirantes e até mesmo imigrantes chineses também deram sua contribuição para a rica mistura de sabores que forma o cardápio sul mato grossense.

Entre as iguarias mais populares estão a carne de javali, o pequi, o vitelo do Pantanal, o caldo de piranha e inúmeras variedades de peixes. Destacam-se ainda a exótica carne de jacaré — com a qual é preparada uma deliciosa moqueca —, os doces feitos com frutas locais e o churrasco pantaneiro — servido sempre acompanhado por uma porção de mandioca cozida.

Aproveite os períodos entre um passeio e outro para experimentar as delícias da culinária local e ficar por dentro da cultura e dos hábitos locais de um jeito bastante prazeroso.

E então, que tal planejar uma visita a Bonito na próxima oportunidade? Já esteve por lá e tem dicas para compartilhar com nossos apaixonados por novas experiências? Deixe seu comentário!

Marco Dantas
Graduado em Administração de Empresas na UNA-BH em 2012, e atualmente fazendo a segunda graduação em Ciências Econômicas na UFMG. Possui experiência em empresas de portes e ramos variados, tendo atuado nos setores comercial, administrativo e financeiro. Nos últimos três anos está atuando como redator e revisor criativo no Experiências Brasil.