Piauí: conheça as belezas do menor litoral do Brasil

Posted on

São apenas 66 km de praias. É o suficiente para classificar o estado do Piauí como o de menor litoral brasileiro. Mas tamanho não é documento. Afinal são tantas coisas interessantes para conhecer, que os turistas lotam as praias e as cidades piauienses na alta temporada.

Além das praias de beleza exuberante, o estado é a porta de entrada do Delta do Parnaíba, um corredor formado por dunas de areia que separam as águas do oceano Atlântico e do rio Parnaíba.

Outro destaque é a cidade de São Raimundo Donato, que é a base do Parque Nacional da Serra da Capivara. O local possui sítios arqueológicos que revelam a passagem do homem pelo continente americano há cerca de 50 mil anos.

Quer mais? Piauí ainda sedia o maior espetáculo da Paixão de Cristo do país, na cidade de Floriano, atraindo milhares de turistas na Páscoa. E, para descontrair, é o único estado que possui a Capital do Humor, representada na cidade de Piripiri. Quer saber por que a cidade tem esse título? Leia este artigo até o final.

Por que ir a Piauí?

Quando se fala em Nordeste logo se lembram das praias, não é verdade? Mas o Piauí se destaca por concentrar a maior diversidade de pontos e eventos turísticos por metro quadrado.

Nesse sentido, é interessante mergulhar na cultura do piauiense. O estado, aliás, guarda forte influência indígena dos primeiros povos que habitaram aquele território.

Assim, o próprio nome é uma referência aos líderes indígenas. Piauí significa “terra dos piagas”, em tupi. Para você, assim como 99,9% da população que não é fluente em tupi, piagas quer dizer pajé.

Durante sua visita, não esqueça de matar a fome com pratos típicos da região, que você verá mais adiante neste artigo, como o Bode Assado e o Sarapatel.

Quando ir

Para fazer jus à fama do calor nordestino, o estado do Piauí tem temperaturas elevadas praticamente o ano inteiro, chegando a bater 40ºC. Outra característica é que o estado tem clima seco e um vento impetuoso na maioria das cidades.

Tanto é verdade que as praias são procuradas por esportistas que praticam kitesurf, enquanto que as empresas de energia eólica estão instaladas no estado.

Portanto, se você não gosta do clima seco (82,5% do estado está dentro do Polígono das Secas), procure visitar Piauí entre dezembro e maio, quando as chuvas são mais frequentes.

O que levar

Se você vai de avião, de carro ou de ônibus, não importa, carregue na mala roupas frescas, um casaquinho para a noite – caso o tempo vire – e aproveite bem o passeio. Veja nossas dicas:

  • shorts, tênis e chinelos;
  • vestidos e macacões;
  • bermudas e camisetas;
  • garrafa d’água e lanchinho nos passeios;
  • smartphone ou câmera para fotografar os lugares.

Como chegar

Sem dúvida, a melhor opção para chegar ao estado é o avião. O principal aeroporto de Piauí é o Senador Petrônio Portella, que fica na capital Teresina.

Para quem vai fazer o trajeto de carro, dependendo da origem, pode levar alguns dias. É o caso de quem está no Rio de Janeiro, por exemplo. A viagem leva 35 horas pela BR-135.

Além disso, há a opção do ônibus. O terminal rodoviário Lucídio Portella, em Teresina, recebe linhas de várias partes do Brasil.

Onde ficar

Pousadas e hotéis, dos mais luxuosos aos mais simples, estão disponíveis nas principais cidades do Piauí. Confira nossas dicas abaixo dos lugares mais bem avaliados. Além disso, você pode pesquisar nos sites TripAdvisor, Booking, Trivago e AirBnb para fazer sua reserva com antecedência.

O que fazer

Como foi dito acima, Piauí tem atrações bastante diversificadas. Portanto, você pode escolher entre visitar uma única região de cada vez ou estender sua estada pelas terras piauienses e visitar os vários destinos ou assistir aos principais eventos culturais do estado. Veja nossas dicas.

Teresina

vista geral de cidade de Teresina
crédito: Blog da Geísa Batista

Teresina é a primeira capital planejada do Brasil. Aliás, seu centro histórico possui um formato de tabuleiro de xadrez. Assim, para avistar toda a cidade a melhor opção é subir até o mirante da Ponte do Rio Poti. Do alto dos seus 95 metros, é possível ter uma visão em 360 graus da capital piauiense.

Além disso, passear pelas ruas de Teresina é respirar o ar puro do Nordeste. Isso porque a cidade foi batizada de Cidade Verde devido aos inúmeros parques ambientais que rendem um bom passeio.

Surpreendentemente a capital possui um rico artesanato em cerâmica e imagens de santos que deixam qualquer turista com vontade de levar uma lembrancinha para casa.

Piripiri

festival de humor de Piripiri
crédito: acervo da Prefeitura de Piripiri

Depois de visitar Teresina, com certeza você gostará de ir ao litoral, não é mesmo? Que tal então dar uma passada em Piripiri, a 166 km da capital? A cidade tem um grande entroncamento rodoviário e fica entre a capital e o litoral.

O que chama a atenção em Piripiri é o Festival do Humor, que reúne contadores de anedotas e outros artistas no mês de novembro. O evento, aliás, é uma homenagem ao humorista João Cláudio Moreno, que nasceu em Piripiri.

E, agora, uma curiosidade: quem nasce em Piripiri é o que? O gentílico, que mais parece um trava-línguas, é piripiriense. O que achou?

Parque Nacional da Serra da Capivara

rocha grande na serra da capivara
crédito: Meio Norte

Se partindo de Teresina, você preferir ir para o sul do estado, em vez do litoral, uma excelente opção é o Parque Nacional da Serra da Capivara. A base fica no município de São Raimundo Nonato, localizado a 41 km do parque.

Mas é bom planejar a viagem com antecedência, pois a entrada só é permitida com guias. O local proporciona um contato inesquecível com a natureza devido aos seus cânions, vegetação típica da caatinga, tamanduás e gaviões.

Todavia o que chama realmente a atenção dos visitantes é o fato do parque concentrar pinturas rupestres com exemplares de até 12 mil anos atrás. Aliás, parte dos achados está hoje no Museu do Homem Americano, em São Raimundo Nonato.

Por isso, não é à toa que o parque foi declarado Patrimônio Cultural da Humanidade, em 1991, pela Unesco.

Floriano

encenação de Jesus Cristo carregando cruz com várias pessoas ao redor
crédito: Abc do Abc

O município de Floriano tem período certo para ser visitado: a Semana Santa. Localizada a 247 km da capital Teresina, a cidade é sede do maior espetáculo da encenação da Paixão de Cristo.

Portanto, atores de renome nacional participam da atração encenada na cidade cenográfica de 40 metros quadrados. Milhares de turistas lotam o espaço todos os anos.

Mas a cidade conta ainda com outros atrativos ligados à espiritualidade, como a festa de Nossa Senhora da Guia, que reúne 12 mil pessoas por ano, a co-catedral de São Pedro de Alcântara e o Mosteiro das Monjas Concepcionistas.

Praia do Coqueiro

crédito: Blog Rota das Emoções

Localizada no município de Luís Correia, a Praia do Coqueiro é uma das mais encantadoras do Piauí. A areia branquinha, a água verde e os coqueiros formam o cenário ideal.

Sendo assim, o município fica a 348 km de Teresina e é um dos mais bem estruturados do pequeno litoral para a recepção de turistas, com bares e hotéis.  

Por isso, quem vai ao local se encanta com a barreira de corais visíveis na maré baixa. Além disso, a praia forma piscinas naturais ideais para brincar com os filhos ou somente relaxar.

Delta do Parnaíba

vista geral da delta do Parnaíba
crédito: Guia Viajar Melhor

A Delta do Parnaíba é o chamado desaguamento do rio Parnaíba, que percorre 1450 km até chegar ao seu destino, o Oceano Atlântico. O cenário desse encontro é realmente sensacional, ainda mais, complementado pelas dunas de areia.

Aliás, o fenômeno é raro e repetido apenas no rio Nilo (África) e no rio Mekong (Ásia).  Por isso, vale à pena conferir. A entrada do Delta do Parnaíba fica no município de Parnaíba, a 339 km de Teresina, e também faz parte da Rota das Emoções, que também envolve os estados do Maranhão e Ceará.

O que comer

cumbuca de sarapatel com temperos ao lado
crédito: Tudo Receitas

Com tantos passeios interessantes no Piauí, chega aquela hora em que bate a fome, não é mesmo? É claro que o estado tem restaurantes que servem pratos similares aos do restante do país, mas também há a opção de pedir as comidinhas típicas do estado.

Por isso é interessante saber que uma delas é o Bode Assado. O prato é muito apreciado e leva carne de bode e outros complementos, como batata assada.

Além disso, há o Sarapatel, que é uma mistura de vários pedaços de porco, como fígado, coração e rim. Acompanhado de farinha e pimenta, atrai o paladar de muitos turistas.

Para concluir, visitar o Piauí é mergulhar a fundo na cultura nordestina, conhecendo a vegetação típica da região – a caatinga – na Serra da Capivara, relaxando num banho de mar do menor litoral brasileiro e se surpreendendo com a beleza do encontro do rio Parnaíba com o mar.

Assim, lhe faço um convite: depois de visitar o Piauí deixe aqui nos comentários as suas fotos e a melhor impressão que você teve ao conhecer esse maravilhoso destino turístico.  

Gizele Silva
Formada em jornalismo pela Universidade Estadual de Ponta Grossa, no Paraná, e especialista em Mídia, Política e Atores Sociais. É produtora de conteúdo para web e redes sociais na área de turismo e empreendedorismo – https://linkedin.com/in/maria-gizele-da-silva-39935a110/.