Conheça 4 deliciosos pratos típicos do Sergipe

Posted on Escondidinho de macaxeira com carne seca

A culinária sergipana é bem voltada aos pratos com pescados e frutos do mar, o que rende receitas muito diferentes do tradicional arroz com feijão e bife. Mas, claro, Sergipe tem as gastronomias tradicional e requintada com o toque local, e consegue assim, atender todos os gostos e garantir um ótimo turismo gastronômico.

Viaje agora pelos paladares de 4 deliciosos pratos típicos de Sergipe!

1. Moqueca de camarão

Moqueca de camarão

O prato que já é conhecido por muitos no Brasil, ganha sua versão sergipana com alguns toques bem sutis.

A base de uma boa moqueca sergipana está na escolha dos camarões rosa, bastantes pescados nos mares do estado. Cebola, coentro, cebolinha, tomate, pimentão, leite de coco e azeite de dendê são regras nessa receita também.

Mas aqui estão os dois segredos da verdadeira moqueca de SE: maxixe e chuchu. Os dois legumes contrastam em texturas e sabores.

O primeiro tem sabor acentuado e é mais consistente, enquanto o segundo é mais neutro e macio. Com isso, a moqueca fica muito mais substancial e garante a satisfação de qualquer turista disposto a experimentar o prato!

2. Caranguejo

Caranguejo

O caranguejo pode enganar em o quanto de carne possui. Ele pode ser grande e ter pouca carne ou o contrário. Mas nesse prato o que importa são os temperos, que sempre devem ser primados em altas porções!

A receita leva cebola, tomate, pimentão (verde, vermelho e amarelo), pimenta-do-reino, cheiro-verde, e para dar um gostinho e cor singulares, colorau.

Como sempre manda uma boa receita de caranguejada, o animal deve ser colocado ainda vivo dentro da panela, até a água ferver. Você vai saber que um caranguejo foi bem preparado quando ele está bastante vermelho, um sinal de que foi fervido bem!

Com a fervura no ponto certo e os ingredientes colocados sem moderação, o sabor que a carne branca do caranguejo ganha é de lamber os beiços.

3. Escondidinho de macaxeira com carne seca

Escondidinho de macaxeira com carne seca

Imagine juntar o sabor que a carne seca típica do Sergipe tem, com um purê de mandioca e queijo parmesão gratinado. Tudo isso junto resulta no escondidinho de macaxeira — mandioca — com a carne de charque.

O prato que tem versões com mandioquinha e batata no lugar da mandioca, é uma ótima pedida para quando se está com muita fome.

A macaxeira, como é chamada na região, fornece a energia que os trabalhadores braçais de SE precisam para aguentarem jornadas pesadas de trabalho.

Essa é uma receita mais tradicional e que pode agradar paladares mais conservadores, que preferem um sabor mais suave.

Mas ela não deixa de ser deliciosa, e por esse motivo não poderia ficar de fora de um roteiro de experiências turísticas no SE.

4. Cocada mole preta

Cocada mole preta

Depois de alguns pratos maravilhosos, nada melhor do que uma sobremesa sergipana à altura deles.

A cocada mole preta, também conhecida como ‘cocada mole de nega’, é uma receita comum do Sergipe e leva poucos ingredientes.

Além das mãos de um(a) bom(a) cozinheiro(a), o que garante o frescor de uma cocada de Sergipe, é o uso do coco natural ralado fresco. O fruto seco e aberto na hora do preparo difere muito dos cocos ralados prontos de supermercado.

O resultado dessa união é uma cocada crocante por fora e macia por dentro. Essa característica não é fácil de ser produzida na culinária, e merece os parabéns de um turista novato nos doces sergipanos.

Esses são só alguns dos vários pratos que Sergipe oferece e que mantém sua tradição culinária viva por tanto tempo. Praticar esse turismo de experiências na terra natal dessas delícias vai fazer você gostar mais ainda do lugar! Curtiu cada pedaço desse artigo? Então compartilhe em suas redes sociais!

Felipe Paciullo
Formado em jornalismo, é especializado em redação e produção de conteúdo para web, com foco em SEO. Suas áreas de escrita são principalmente ciclismo, gastronomia, vinhos, e saúde e bem-estar. No Experiências Brasil, somou esses conhecimentos e escreveu nas área de viagens e turismo – https://www.linkedin.com/in/felipe-paciullo/