Conheça 4 pratos típicos de Santa Catarina

Posted on Apfelstrudel

A culinária catarinense é originária de diversas raízes — mais precisamente da italiana, alemã e holandesa. Junto aos outros pratos do sul do Brasil, a cozinha de Santa Catarina é sucesso entre brasileiros e turistas em busca de uma boa experiência cultural.

Conheça agora quatro pratos típicos de SC e suas curiosidades!

1. Polenta

Polenta

Um prato que vai deixar você preparado para aguentar o frio do sul do país. E não é para menos, já que sua origem remonta aos Alpes italianos ao norte do país europeu.

A polenta é de fácil preparo já que é à base de água e fubá, e com isso, dá muita energia aos trabalhadores rurais nativos do interior de SC.

Além disso, no frio, o corpo humano gasta mais energia para manter a temperatura interna estável.  E a polenta oferece quantidade suficiente de calorias para o corpo suportar baixas temperaturas.

A polenta de SC é servida sozinha, ou pode ser acompanhada de arroz, feijão e alguma guarnição como peixe, ou carnes suína ou bovina.

Conheça também: 5 destinos imperdíveis em Santa Catarina

2. Salsicha Bockwurst

Salsicha Bockwurst

A também chamada salsicha Bock, os famosos salsichões alemães são cardápio regular dos catarinenses.

A tradicional receita da salsicha é feita com carnes de vitela e de porco, envolvidas numa tripa natural. Tudo feito à mão como manda a tradição alemã.

Esse prato é bem versátil e pode ser feito cozido, assado ou grelhado. Seu acompanhamento perfeito é a mostarda quente e uma caneca cheia com uma boa cerveja do tipo Bock.

Por ser uma salsicha com pouca gordura e muito saborosa, você verá pratos carregados da Bockwurst sem nenhum acompanhamento ao lado.

Esse preparado é uma das experiências turísticas em SC que mantém as raízes de seu país de origem com fidelidade.

3. Einsbein (joelho de porco)

Einsbein

A carne de porco figura na tradição de consumo alemã, e no sul, é fácil ver muitos criadouros do animal, além de famílias que criam suínos para seu próprio consumo.

O joelho do porco usado para o prato geralmente é das patas dianteiras, e pode ser encontrado in natura ou defumado — para quem gosta do ‘gosto de fumaça’.

Cozido, ele leva cerca de quatro a cinco horas no fogo com especiarias e ervas, como pimenta do reino, louro e cominho. Isso garante que sua carne fique bem macia.

Tradicionalmente o einsbein é servido com chucrute, um preparado de repolho cozido clássico da gastronomia alemã. E ainda pode vir com batatas assadas e a salsicha Bock para incrementar mais ainda esse alimento, que é opção comum nos restaurantes catarinenses.

4. Apfelstrudel

Apfelstrudel

O apfelstrudel surgiu na Hungria, mas foi amplamente difundido pela Alemanha. E com a colonização europeia no Brasil o prato veio na cultura dos colonos e ganhou seu espaço definitivo por aqui.

Para um brasileiro, o nome apfelstrudel pode ser muito difícil de entender e pronunciar, por isso mesmo é mais chamado só como ‘strudel’, uma abreviação.

O significado da palavra completa é ‘folheado de maçã’, e carrega além da fruta, uma massa fina e delicada, canela em pó e açúcar de confeiteiro.

Tudo isso servido quente direto do forno e, acompanhado de sorvete de creme num rancho catarinense, transcende um turismo de experiências.

E ainda dá para melhorar o que já é bom. Há receitas que usam uvas passas no recheio, o que dá um bom contraste de texturas.

Depois de ter visto todas essas maravilhas da culinária de Santa Catarina, fica difícil escolher por qual delas começar a degustação, não é?

Não deixe de ler: Parque das Grutas e Cavernas de Botuverá: uma maravilha em Santa Catarina

E você, já conhecia ou experimentou alguma joia gastronômica dessas? Faça suas malas e vá conhecer essas e outras experiências turísticas de SC. Mas antes, compartilhe esse artigo em suas redes sociais, quem sabe arruma parceiros de viagem?

Felipe Paciullo
Formado em jornalismo, é especializado em redação e produção de conteúdo para web, com foco em SEO. Suas áreas de escrita são principalmente ciclismo, gastronomia, vinhos, e saúde e bem-estar. No Experiências Brasil, somou esses conhecimentos e escreveu nas área de viagens e turismo – https://www.linkedin.com/in/felipe-paciullo/