Parque das Grutas e Cavernas de Botuverá: uma maravilha em Santa Catarina

Posted on

Santa Catarina recebe visitantes de vários lugares do Brasil e do mundo — entre os quais se destacam estados vizinhos e países como Argentina e Uruguai. Entretanto, poucos sabem que o território catarinense abriga belezas naturais que vão muito além de suas lindas praias.

No Vale do Itajaí, a cerca de 15 Km do Centro de Botuverá, turistas e moradores podem conferir um dos grandes exemplos da exuberância da natureza da região: a Gruta de Botuverá.

Quer saber por que esse destino no sul do Brasil tem ganhado cada vez mais popularidade? Confira o post de hoje!

A perfeição da natureza nas cavernas de Botuverá

As grutas e cavernas da região foram constituídas há cerca de 65 milhões de anos por meio da dissolução de rochas calcárias. Em termos de tempo geológico, portanto, sua formação é bastante recente.

A ação da água que corre pelas rochas forma o interior das cavernas, repletas de espeleotemas — como são chamadas esculturas desse tipo — de formatos variados.

Não deixe de ler: 5 destinos imperdíveis em Santa Catarina

O resultado é de encher os olhos. Galerias com salões de até 20 metros de altura, estalactites, estalagmites e imponentes colunas de calcita moldadas através dos séculos tornam a Gruta de Botuverá a maior e mais ornamentada caverna do sul do Brasil, com mais de 1.200 metros de extensão.

O Parque das Grutas e Cavernas de Botuverá

No ano de 1998, após uma série de estudos feitos na região, espeleologistas descobriram o complexo de cavernas e o transformaram no Parque das Grutas e Cavernas de Botuverá.

De fácil acesso, o parque é mantido pela prefeitura e possui excelente infraestrutura para o turismo. No local há praça de alimentação, sanitários, estacionamento e churrasqueiras disponíveis para visitantes, que podem utilizá-las gratuitamente.

Além disso, aqueles que quiserem explorar outras formas de se conectar com a natureza podem se aventurar em uma caminhada pela trilha que leva à cachoeira do parque. Ótima pedida para quem puder estender um pouco a visita.

Os passeios às cavernas são feitos com o acompanhamento de guias em grupos de no máximo 15 pessoas. O número de visitantes por dia é limitado e é necessária a compra de um ingresso no valor de R$ 25,00 (inteira) ou R$ 12,50 (meia-entrada). O pagamento deve ser feito em dinheiro.

Para garantir uma visita segura

Momentos antes do início da excursão pelos caminhos do interior das cavernas, é exibido um vídeo com informações e orientações de segurança e preservação. Fique atento a todas as recomendações para garantir uma visita sem problemas.

O uso do capacete é obrigatório, bem como a utilização de tênis ou botas antiderrapantes. Além disso, é proibido filmar e fotografar o interior da caverna. O visitante deve manter as mãos livres o tempo todo e percorrer apenas os caminhos indicados pelo guia. Também é proibido sentar ou se apoiar nas estruturas da caverna, fumar e coletar animais.

Leia também: Conheça 4 pratos típicos de Santa Catarina

Agir de acordo com as normas é assegurar que as próximas gerações também terão a oportunidade de conhecer toda a beleza do local e, acima de tudo, demonstrar todo o respeito e carinho que a natureza merece.

Além das atrações principais do parque, há também um pequeno museu da imigração Italiana aberto para visitação. Portanto, prepare-se para conhecer os encantos desse lugar especial e viver grandes emoções.

E você, já visitou as Cavernas de Botuverá? Conhece outro lugar em Santa Catarina que vale muito a pena visitar? Deixe seu comentário!

Para maiores informações, visite a página da Prefeitura de Botuverá.

Marco Dantas
Graduado em Administração de Empresas na UNA-BH em 2012, e atualmente fazendo a segunda graduação em Ciências Econômicas na UFMG. Possui experiência em empresas de portes e ramos variados, tendo atuado nos setores comercial, administrativo e financeiro. Nos últimos três anos está atuando como redator e revisor criativo no Experiências Brasil.