5 destinos no Paraná para quem gosta de turismo de aventura

Posted on

Imagine um destino com belas praias e ilhas paradisíacas praticamente inexploradas. Acrescente ao cenário montanhas, grutas e cavernas fascinantes, além de cachoeiras, rios e matas de incrível beleza.

Um verdadeiro paraíso para os amantes do turismo de aventura, não é mesmo?

Pois saiba que o Paraná, estado da região sul do Brasil, possui todas essas paisagens. Por lá, atividades como cicloturismo, rapel, caminhadas, escaladas e rafting, entre outras, têm atraído para a região muitos adeptos das atividades praticadas na natureza.

Se você faz parte desse grupo de aventureiros, confira a seguir 5 destinos no Paraná que você não pode deixar de conhecer:

1. Litoral paranaense

Indicado para aqueles que desejam curtir o mar e tomar um banho de sol na praia, o litoral paranaense também é perfeito para diversas atividades relacionadas ao turismo de aventura.

Na região, é possível pedalar por pontos cheios de história, como a Cachoeira do Cedro, a Ilha das Peças e a Ilha do Mel — local indicado também para quem gosta de fazer caminhadas tranquilas, uma vez que o tráfego de veículos motorizados é proibido.

Na cidade de Morretes, montanhas e paredões ideais para a prática do montanhismo e do rapel fazem a alegria dos viajantes mais destemidos. A cidade conta ainda com charmosas construções em estilo colonial e excelente gastronomia.

Já em Antonina, além de excursões e escaladas nas montanhas, o rafting no Rio Cachoeira é o grande destaque. Para relaxar, a melhor pedida é o passeio de barco pelas ilhas da região.

2. Rotas do Pinhão

As Rotas do Pinhão têm o espeleoturismo como um de seus maiores atrativos. A dica para os adeptos desse tipo de aventura é visitar grutas e cavernas no Parque Estadual de Campinhos, em Tunas do Paraná, e no Parque Municipal Gruta de Bacaetava, em Colombo.

Se a ideia é caminhar em áreas de belas matas preservadas, inclua no roteiro o Caminho de Itupava, em Quatro Barras, trilha aberta no século XVII por indígenas e trabalhadores da mineração.

Nas cidades de Tijucas do Sul e Piraquara é possível praticar atividades de montanhismo, enquanto Campo Largo e Cerro Azul oferecem corredeiras adequadas para o rafting.

3. Campos Gerais

O Parque Estadual de Vila Velha está à vinte quilômetros a sudeste do centro de cidade e à cem quilômetros de Curitiba, capital do Estado. O governo estadual criou um parque pelo motivo de proteger 18 km² de formações rochosas. As exóticas formações em arenito da Vilha Velha foram erodidas pela ação das chuvas e pelo forte vento sempre presente na região. A coloração das rochas é avermelhada semelhante a tijolos. As alturas médias das colunas de pedra e muralhas chega a vinte metros. Em alguns pontos, estas podem chegar a trinta metros ou mais em função do terreno acidentado. Ponta Grossa (PR) Foto: Carlito Ferreira

Antigo caminho de tropeiros que rumavam do sul para o estado de São Paulo, os Campos Gerais se caracterizam por oferecer paisagens que convidam à contemplação e à aventura, como reservas ecológicas, planaltos e parques naturais.

Ponta Grossa, uma de suas cidades mais conhecidas, abriga a Caverna Olhos D’água e o Parque Estadual Vila Velha, local propício para agradáveis caminhadas organizadas por empresas locais.

Em Tibagi, as dicas são o rafting no Rio Iapó, as trilhas no Salto da Rosa e no Parque Estadual do Guartelá, além da apreciação de monumentais estruturas geomorfológicas na Reserva Itatyba.

4. Terra dos Pinheirais

Distante aproximadamente 210 Km de Curitiba, Prudentópolis tem cascatas, cânions e mirantes com vistas esplêndidas. Fazem parte da lista de atividades à disposição na cidade o arvorismo, a escalada, o rapel e as trilhas.

Algumas dessas modalidades podem ser praticadas na Reserva Particular do Patrimônio Natural (RPPN) Ninho do Corvo. Entre as possibilidades estão o trekking e tirolesa — com direito a banho de cachoeira no final.

5. Cataratas do Iguaçu e Caminhos ao Lago de Itaipu

Se você adora cenários grandiosos, o Parque Nacional do Iguaçu, em Foz do Iguaçu, é a escolha certa. Na área — protegida e dirigida pelo Instituto Chico Mendes —, além de visitar as famosas Cataratas do Iguaçu, é possível fazer caminhadas, pedalar e praticar rapel, arvorismo e escalada.

O rafting no Rio Iguaçu também faz parte da lista de opções, que inclui ainda o passeio conhecido como Macuco Safari, durante o qual visitantes podem navegar em uma embarcação pelas Cataratas e ver de perto todos os detalhes dessa maravilha da natureza.

Gostou das dicas? Já esteve em algum desses lugares? Deixe seu comentário!

Marco Dantas
Graduado em Administração de Empresas na UNA-BH em 2012, e atualmente fazendo a segunda graduação em Ciências Econômicas na UFMG. Possui experiência em empresas de portes e ramos variados, tendo atuado nos setores comercial, administrativo e financeiro. Nos últimos três anos está atuando como redator e revisor criativo no Experiências Brasil.