Tudo sobre rapel: o que você precisa saber antes de praticar essa atividade emocionante

Posted on

No início do século XX, espeleologistas franceses encontravam enormes dificuldades para chegar às cavernas da região dos Montes Pirineus, no sul da França. Para resolver o problema, criaram uma forma de se deslocar com o uso de cordas entre pontos localizados em alturas diferentes.

A nova técnica recebeu o nome de rapel, e possibilitou a chegada a locais antes inexplorados devido à dificuldade de acesso. Hoje, é praticada por amantes dos esportes de aventura em vários lugares do planeta, inclusive no Brasil.

Se você pensa em praticar rapel ou gostaria de ter mais informações sobre a atividade, confira o post de hoje e descubra tudo sobre essa aventura emocionante:

O que é rapel?

Paredões servem para a prática do rapel na região dos Canyons, em Capitólio (MG) (Foto: Diego Lima)

Rapel é uma técnica de descida com corda para transposição de obstáculos verticais praticada em paredões rochosos, pontes e cachoeiras. Tem como objetivo a chegada a um ponto  — normalmente localizado abaixo do local de início — através de movimentos de liberação e travamento nas vias de descenso e no freio.

Atualmente, a prática é uma das preferidas dos aventureiros em todo o mundo, devido à sua capacidade de combinar desafio, aventura e contato com a natureza na medida certa.

Técnicas do rapel também são utilizadas em operações de resgate, como em casos de incêndios em prédios. Ou seja, além de divertido e desafiador, o rapel também pode salvar vidas.

O rapel é um esporte?

Embora tenha sido adotado pelos amantes dos esportes radicais, o rapel não é reconhecido como um esporte. A falta de federações nacionais e internacionais faz com que a prática seja considerada apenas uma técnica de deslocamento vertical. Outro fator que impede o reconhecimento é a ausência de um conjunto estabelecido de regras.

Há, entretanto, duas modalidades de rapel que são consideradas práticas esportivas: o Rapel Stopwatch e o Rapel Primp. No primeiro, competidores realizam as descidas desafiando o relógio, enquanto o segundo é caracterizado pela realização de manobras e outros movimentos durante a descida.

É seguro praticar rapel?

Tomadas algumas precauções, o rapel é uma atividade segura. Conheça a seguir os três principais tópicos a observar para uma experiência perfeita:

1. Equipamentos de segurança

O equipamento é fator essencial para a prática segura do rapel. Entre os itens obrigatórios para o rapelista estão capacete, luvas e calçados resistentes. Além disso, cordas, mosquetões e freios devem ser de qualidade e estar em bom estado de conservação.

2. Treinamento e domínio dos procedimentos

É necessário prestar muita atenção a todas as orientações passadas antes do início da prática do rapel. Dicas sobre procedimentos e instruções sobre o manuseio do equipamento são importantes, e todas as dúvidas devem ser esclarecidas antes da descida.

3. Acompanhamento de um especialista

O rapel deve ser praticado sob a supervisão de um instrutor experiente, certificado e que conheça bem o local da aventura. A presença de um especialista é fundamental para evitar imprevistos e saber como agir caso eles ocorram.

Quais são os principais benefícios de praticar rapel?

O rapel é indicado para pessoas com idade a partir de seis anos, e, por ser uma atividade que exige certo esforço físico e muita técnica, apresenta grandes benefícios para o corpo e para a mente.

Entre as vantagens estão aumento da coordenação motora e mais flexibilidade e agilidade. E mais: como todos os membros são utilizados durante a descida, músculos e ossos são exigidos, o que faz com que fiquem mais fortes.

Os benefícios para a mente incluem maior poder de concentração e redução da ansiedade e do estresse. A prática do rapel é recomendada também para pessoas que querem superar grandes medos ou traumas relacionados à altura.

Praticar esportes e atividades físicas junto à natureza é uma excelente forma de fugir da rotina e cuidar da saúde. No caso do rapel, a combinação de belas paisagens, adrenalina e exercício garante o charme da prática, que tem conquistado apaixonados por aventuras em todo o Brasil. A conclusão é inevitável: essa é uma experiência que vale muito a pena!

Se você gosta de esportes radicais, conheça Mega Pêndulo Humano e Rapel na Pedreira Santa Rita, atividade que tem encantado turistas e moradores da região metropolitana de Belo Horizonte.

Marco Dantas
Graduado em Administração de Empresas na UNA-BH em 2012, e atualmente fazendo a segunda graduação em Ciências Econômicas na UFMG. Possui experiência em empresas de portes e ramos variados, tendo atuado nos setores comercial, administrativo e financeiro. Nos últimos três anos está atuando como redator e revisor criativo no Experiências Brasil.