Confira receitas fáceis e saborosas da culinária americana

Posted on

Cozinhar não é uma das tarefas mais praticadas pelos norte-americanos. Eles adoram frequentar redes de fast-food ou comprar comida congelada nos supermercados. Esses hábitos retratam o estilo de vida nos Estados Unidos e influenciam a culinária americana.  

Devido a uma economia estável, tempo é considerado dinheiro. Então, por que fazer se dá para comprar feito?

Certamente, a rede McDonald’s nasceu nos Estados Unidos porque avistou na cultura da alimentação norte-americana uma oportunidade de negócio. O método adotado permite que o lanche fique pronto em apenas 30 segundos. O modelo se replicou no mundo.

Igualmente, as famílias norte-americanas adotaram a praticidade no dia a dia. Elas escolhem nos mercados pães para sanduíche que já vêm cortados ao meio para que elas tenham apenas o “trabalho” de colocar o recheio.

Em geral, a culinária americana é calórica e generosa em queijos, embutidos e açúcares. Porém, tais “gordices” são muito saborosas e facilmente adotadas por outras culturas.

Principais influências gastronômicas

A culinária americana recebeu influências de diversos povos. Isso porque os Estados Unidos foram colonizados pelos ingleses, ainda no século 16, mas também receberam colônias de franceses e de espanhóis.

Paralelamente, africanos se concentraram na região Sul do país no período da escravidão. Já os mexicanos se instalaram na região do Texas. Os italianos vieram em peso no século 19 com a abertura das imigrações.

Assim sendo, a herança gastronômica desses povos está presente nos condimentos apimentados, trazidos pelos mexicanos, nas massas usadas pelos italianos e nos embutidos à base de carne suína e bovina de todos os povos europeus que colonizaram o território norte-americano.

Agora que você já sabe mais sobre a culinária americana, vamos aos pratos mais famosos do local.

Hambúrguer

Hambúrguer com batatas sobre uma mesa

Como visto anteriormente, vários povos influenciaram a gastronomia da cozinha local dos Estados Unidos. Mas, talvez, a principal contribuição tenha sido dos alemães.

Por volta do século 19, eles trouxeram a receita do hambúrguer produzido originalmente na região de Hamburgo, na Alemanha. Uma curiosidade é que o pão foi acrescentado pelos americanos.

O bolo de carne bovina, em forma circular, passou a ser reconhecido como um alimento nos restaurantes. Tempos depois, o americano nato começou a combinar hambúrguer, batata frita e refrigerante ou milk-shake.

Aos poucos, o prato foi adaptado com acompanhamentos variados. Atualmente, há variações mais saudáveis, como o hambúrguer vegano.

Registre, agora, como preparar um típico hambúrguer norte-americano.

INGREDIENTES

  • 100 gramas de alcatra moída
  • 80 gramas de fraldinha moída
  • 20 gramas de gordura de peito de boi moída
  • Sal e pimenta a gosto
  • 2 fatias de queijo da sua preferência
  • 2 fatias de bacon
  • Pão da sua preferência

INSTRUÇÕES

  • Num recipiente, misture bem as carnes
  • Depois da mistura ficar homogênea, faça um círculo com as mãos ou com um molde
  • Ligue a chapa, espere esquentar e unte-a
  • Coloque o hambúrguer e semeie sal e pimenta
  • Asse o hambúrguer de 3 a 5 minutos de cada lado
  • Abafe com uma frigideira de boca pra baixo para melhorar o cozimento
  • Asse as fatias de bacon e as fatias de queijo
  • Coloque o bacon e o queijo sobre o hambúrguer e abafe novamente
  • Agora, é só montar o lanche com os recheios adicionais preferidos.

Brownie

Pedaços de brownie cortados

A famosa sobremesa surgiu nos Estados Unidos no início do século 20. O brownie é um bolo de chocolate, mas seu diferencial é não levar fermento na massa.

A sobremesa surgiu nos Estados Unidos no início do século 20. Com o passar do tempo, o bolo se espalhou pelo mundo e ganhou adaptações, como nozes, e acompanhamentos, como sorvete.

Uma das teses diz que cozinheiros de um restaurante se esqueceram de colocar fermento na massa e, mesmo assim, serviram o bolo.  Outra diz que a massa era preparada por uma dona de casa que deixou de adicionar fermento na massa, mas acabou servindo o bolo murcho e com cascas crocantes aos convidados, que aprovaram a receita.

Veja como preparar o brownie tradicional.

INGREDIENTES

  • 100 gramas de manteiga sem sal
  • 180 gramas de chocolate meio amargo picado
  • 135 gramas de açúcar mascavo
  • 3 ovos inteiros
  • 1 colher de chá de baunilha
  • Meia colher de chá de sal
  • 20 gramas de cacau em pó
  • 100 gramas de farinha de trigo

INSTRUÇÕES

  • Pré-aqueça o forno a 180 graus e forre uma forma média com papel manteiga
  • Derreta a manteiga e o chocolate em banho-maria ou por 30 segundos no microondas
  • Coloque o açúcar na mistura e mexa bem
  • Adicione os ovos e bata bem
  • Acrescente a baunilha, o sal, o cacau em pó e a farinha, misturando bem
  • Leve ao forno por 30 minutos. Corte e sirva. A dica é não guardá-lo na geladeira.

Apple Pie

Fatia de apple pie em prato

A torta de maçã, ou Apple pie, em inglês, está presente nos filmes norte-americanos e reforça o gosto do americano pela sobremesa.

A iguaria é feita em casa ou comprada congelada nos supermercados. As lanchonetes também costumam servir o quitute.

Originalmente, a torta era muito apreciada pelos europeus que colonizaram os Estados Unidos. Como consequência, o prato passou a ser destaque nos piqueniques e nas celebrações dos americanos, como o Dia de Ação de Graças.

Veja como se prepara a receita original.

INGREDIENTES

Para o recheio:

  • 4 maçãs verdes
  • 200 gramas de açúcar
  • 150 gramas de manteiga
  • 3 colheres de chá de canela

Para a massa:

  • 520 gramas de farinha de trigo
  • 220 gramas de manteiga
  • 1 colher de chá de sal
  • Água

INSTRUÇÕES

  • Descasque as maçãs e corte-a em pedaços, em sentido vertical
  • Numa panela em fogo médio, derreta a manteiga e acrescenta a canela
  • Vá colocando as maçãs aos poucos, mexendo bem
  • Devagar, vá colocando o açúcar. Reserve
  • Para a massa, coloque a farinha de trigo num recipiente e adicione a manteiga, misturando bem com as mãos
  • Acrescente água aos poucos até dar liga
  • Sove a massa até desgrudar das mãos. Separe em duas massas
  • Pegue uma assadeira redonda e coloque a massa, moldando bem
  • Coloque o recheio e feche a massa com a parte que estava reservada
  • Faça um pequeno corte em Y no centro da massa para sair o vapor
  • Faça tiras da massa e as disponha sobre a massa formando um traçado
  • Pincele um ovo batido sobre a massa para dourar
  • Leve ao forno pré-aquecido por 1 hora. Retire e sirva.

Mac and Cheese

mac and cheese em destaque

Americano (e o resto do mundo, talvez) não resiste a um bom prato de macarrão. Ainda mais se for com muito queijo!

Essa é a receita base do Mac and Cheese. Sua origem está ligada à influência da imigração italiana nos Estados Unidos.

Mas, há quem defenda que o prato surgiu após o ex-presidente Thomaz Jefferson importar uma máquina de fazer macarrão da França depois de voltar daquele país, em meados de 1800.

Na Grande Depressão, nos anos 30, a multinacional Kraft chegou a vender uma versão compacta do macarrão em caixinhas.  

Uma dica é consumir o Mac and Cheese nos dias frios e colocar muito, mas muito, cheddar.

Veja a receita.

INGREDIENTES

  • 250 g de macarrão (tipo caracol, parafuso ou penne)
  • 80 g de manteiga
  • 80 g de farinha de trigo
  • 250 g de queijo cheddar
  • 1 litro de leite
  • 180 g de parmesão
  • 1 noz-moscada

INSTRUÇÕES

  • Cozinhe o macarrão em água fervente até ficar “al dente”. Reserve
  • Aqueça uma panela em fogo médio, derreta a manteiga, adicione a farinha e mexa até virar uma papa
  • Acrescente o leite aos poucos e misture bem. Cozinhe por cerca de 20 minutos até chegar ao ponto de creme
  • Adicione o queijo e misture bem
  • Coloque a massa e, em seguida, o molho em uma travessa
  • Cubra com parmesão e leve ao forno para gratinar. Se preferir, coloque fatias de bacon fritas para enfeitar. Sirva.

Onde comer

Ficou com vontade de experimentar as delícias da culinária local dos Estados Unidos? Veja algumas dicas de restaurantes para quando estiver passeando por lá.

Whitmans

Se você ama hambúrgueres, não pode deixar de ir ao Whitmans. O restaurante fica em Nova York e a principal atração da casa é o Juicy Lucy, formado por dois hambúrgueres de costela bovina unidos com muito queijo derretido no meio.

Outra especialidade do cardápio é o Cheesesteak, feito com tiras de bife, queijo e muito molho. Também há opções menos calóricas, como o hambúrguer vegano e algumas saladas.

Litte Pie Company

Localizada em Nova York, a Litte Pie Company foi aberta em 1985 e hoje é referência em sobremesas.

O fundador, Arnold Wilkerson, desenvolveu a tradicional receita de torta de maçã a partir das recordações da infância, quando sua avó colhia maçãs do quintal para preparar tortas. A lanchonete tem ainda bolos e biscoitos.

Joe’s Seafood

Quem procura um cardápio requintado em solo norte-americano, pode ir ao tradicional Joe’s Seafood. Fundado em Miami em 1913 por Joseph Weiss (o Joe) e sua esposa, o restaurante está presente atualmente em Chicago, Las Vegas e Whashington.

Com um ar retrô e boa comida, o restaurante serve pratos tradicionais à base de carne bovina, que é um dos principais ingredientes da culinária local dos Estados Unidos, e à base de frutos do mar.

Cheesecake Factory

Com um cardápio variado que compreende mais de 250 opções, a lanchonete e restaurante Cheesecake Factory serve saladas, pratos quentes, massas e sobremesas. O Mac and Cheese é uma das especialidades.

O restaurante surgiu em 1978, em Beverly Hills, depois de um projeto embrionário iniciado nos anos 40 no porão da casa de uma das fundadoras. Hoje ele forma uma rede de restaurantes com pratos saborosos.

Como você pôde conferir, a culinária americana recebeu a influência de muitas culturas, principalmente a europeia. Ao mesmo tempo, influenciou os hábitos alimentares em muitos países. Em vários cantos do planeta, pessoas consomem o fast-food formado pelo trio hambúrguer, refrigerante e fritas.

Para levar a culinária norte-americana para casa, é importante não se esquecer dos ingredientes típicos da cozinha dos Estados Unidos, como o bacon, o hambúrguer e o queijo.

Agora, pense comigo: qual dos pratos da culinária americana mostrados neste artigo lhe parece mais saboroso? Quais adaptações deixariam a comida ainda mais apetitosa? Deixe nos comentários a sua receita predileta.

Gizele Silva
Formada em jornalismo pela Universidade Estadual de Ponta Grossa, no Paraná, e especialista em Mídia, Política e Atores Sociais. É produtora de conteúdo para web e redes sociais na área de turismo e empreendedorismo – https://linkedin.com/in/maria-gizele-da-silva-39935a110/.