Chapada dos Guimarães: o guia definitivo para você visitar a cidade mais famosa do Mato Grosso

Posted on

Pense num lugar que têm ótima vegetação, morros gigantes, animais e muitas outras atrações turísticas. Esse local tem nome: Chapada dos Guimarães. A cidade que intitula um dos Parques Nacionais mais famosos do mundo deve ser sua próxima visita!

Conheça agora nesse guia completo sobre o local, tudo do melhor que a Chapada dos Guimarães oferece!

Porque ir à Chapada dos Guimarães

Descobrir lugares e animais selvagens, e com fácil acesso, não é uma característica de qualquer roteiro. E nisso a Chapada dos Guimarães sai na frente em relação a outros destinos.

A cidade em Mato Grosso, além de ter ótima infraestrutura para turismo, garante uma ida rápida ao Parque. São aproximadamente 70 km entre o centro de Cuiabá, onde você desce do avião, até a reserva nacional.

Cachoeiras e formações rochosas são os centros das atenções na Chapada. Algumas quedas d’água são abertas para mergulhos, enquanto outras são liberadas apenas para observação!

Confira também: 5 destinos no Distrito Federal que você precisa conhecer

Mas há vários pontos de parada, para antes ou depois da visita aos morros e mirantes da Chapada. Bares, centro turístico, lojas de artesanato local e ruas da cidade do MT, região centro-oeste do país, reservam grandes atrações!

Além do mais, as idas aos morros gigantes da Chapada dos Guimarães não exigem grande preparo físico a todos os turistas. Você também pode subir de carro para alguns picos e mirantes, e não precisa de roupas especiais e botas para trilhas, quando for a pé.

Várias trilhas são de terra batida e são delimitadas para os passeios, o que ajuda e muito a descoberta do local!

Quando Ir

Você pode ir em qualquer estação ou período do ano, explorar esse roteiro incrível cheio de surpresas. Mas o fato é que de julho a setembro, meses de inverno, a neblina e os fortes ventos podem fazer você perder a beleza dos visuais da cidade.

No verão, o sol sempre aparece por lá e você consegue sentir bem o calor dele, de cima dos morros. Do fim de setembro ao meio de dezembro também é uma ótima época ara visitar o espaço. É época do florescer de muitas espécies da fauna local, e com a iluminação solar você aproveita bem as lindas paisagens naturais!

Escolha o cenário que você mais gosta de aproveitar no seu roteiro turístico, e prepare-se para o ambiente!

O que levar

A cidade de Chapada dos Guimarães é recheada de ambientes de mata aberta, mas também tem o espaço urbano para você curtir. Com isso em mente, é só separar roupas e itens que sirvam para sua ida em ambas as áreas!

Confira abaixo, uma lista prática que vai ajudar você a desbravar tudo por lá:

  • Mochila
  • Garrafas d’água
  • Isotônicos (Powerade, Gatorade, etc.)
  • Alimentos práticos — para comer durante as trilhas e passeios pela cidade
  • Tênis de caminhada — se tiver solado para trilhas, melhor!
  • Roupas para caminhada
  • Roupas de banho
  • Protetor solar
  • Repelente
  • Boné
  • Chinelo
  • GPS — você pode fazer trilhas sem um guia, mas garanta a sua localização

Aonde passear

Desde lugares dentro do Parque Nacional, a pontos turísticos dentro da cidade, conheça diversas experiências turísticas da Chapada dos Guimarães.

Casa de Pedra

O primeiro ponto de parada do seu roteiro é simples e muito deslumbrante.

A Casa de Pedra é uma caverna de arenito (tipo de rocha), a poucos quilômetros Parque Nacional adentro. Lá você vê um espaço que foi usado por povos primitivos e indígenas, como abrigo. A construção natural que as pedras do ambiente formam, parecem com uma casa de alvenaria feita à mão.

O local é vigiado por guardas florestais e exige a presença de um guia para ser visitado. Então, busque companhias e guias para a aventura!

Cachoeira Véu de Noiva

Essa cachoeira é só para olhar mesmo, já que seu acesso para banho não é permitido.

Dentro de um imenso vale que envolve a cachoeira, fica essa que é a cachoeira mais famosa da Chapada dos Guimarães. O movimento de sua queda, com 86 metros, forma uma imagem que lembra o véu de um vestido de noiva.

Você enxerga toda a imensidão do lugar pelo alto de um mirante. Acessado a pé, a visita ao espaço é feita das 9h às 16h diariamente, e não requer guia para acompanhar!

Serra do Atmã

De toda a Chapada, a Serra do Atmã é o ponto mais alto, com seus quase 900 metros no cume!

O acesso ao local é feito por carro, e em alguns trechos, para apreciar a vista, você deve sair e andar um pouco. De cima do monstruoso lugar, a Casa de Pedra fica minúscula.

Aproveite o local e vá ao Alto do Céu, um mirante natural que proporciona vista de toda Cuiabá e Parque Nacional. Não perca por nada uma ida pouco antes do final de uma tarde, para ver o pôr do sol do melhor ângulo!

Cachoeira do Marimbondo

Você vai se refrescar nesse ponto e viver momentos de adrenalina na Cachoeira do Marimbondo.

O lago formado pela queda d’água é muito refrescante para um dia de sol na área. Além de oferecer uma boa diversão, a cachoeira também é liberada para a prática do rapel.

Esse espaço fica numa propriedade particular e tem horário reduzido de visita. Visite a página de uma das equipes de rapel para saber mais detalhes sobre essa aventura!

Mirante Geodésico

O Mirante do Centro Geodésico é um morro com vista incrível, que marca um ponto de distâncias iguais entre os Oceanos Pacífico e Atlântico.

Esse lugar fica afastado a 30 km do centro de Cuiabá e é famoso por reunir curiosos em busca de ver a imagem panorâmica da Chapada.

O lugar ainda é reduto de casais que vão ao Mirante em busca de ver o céu estrelado à noite.

Caverna Aroe Jari

A Caverna Aroe Jari, que em língua indígena bororo significa ‘Morada das Almas’, é a maior gruta de arenito do Brasil.

Sua entrada se estende por uma cavidade de 60 metros, e sua extensão interna tem 1,5km. Em sua parte final, a Aroe Jari abriga uma grande lagoa de água cristalina e azul. Mas não é permitido mergulhar nela!

A beleza do local impressiona, e para chegar a esse ponto é obrigatório ir com perneiras — proteções para as pernas — e tênis resistentes. O acesso fica dentro de um terreno particular, cobra ingresso e exige a presença de um guia autorizado a entrar.

Cidade de Chapada dos Guimarães

Visitar a cidade de Chapada dos Guimarães também faz parte do roteiro perfeito para conhecer o município.

O local possui pouco mais de 20 mil habitantes, e a sua economia gira em torno do turismo do lugar. Artesanatos e a gastronomia de Mato Grosso são fortes durante toda a semana no centro.

Para conhecer os artesãos e suas obras, vá à Praça Bispo Dom Wunibaldo. Lá eles se concentram em suas barracas, para vender seus trabalhos em cerâmica e outros materiais.

Ao redor do espaço há vários locais simples para saborear receitas típicas do povo local. Uma tarde pelo centro rende boas descobertas e histórias!

Sala de Memória de Chapada dos Guimarães

Um pouco de história além das reservas naturais da cidade mato-grossense, vai bem!

O Sala de Memória de Chapada dos Guimarães fica no centro da cidade e dispõe de acervo resgatado da região. Objetos indígenas, armas, documentos, fotos, itens religiosos, entre outras peças, mostram a trajetória da formação do município.

A entrada é gratuita e o espaço cultural funciona de segunda a domingo!

Onde comer

Bistrô da Mata

O espaço sofisticado, de ambiente rústico e com cozinha à lenha, fica na Chácara Morro dos Ventos. Pratos variados, como carnes ao molho, risotos, saladas e petiscos são as pedidas de quem, além de comer, aprecia a vista do local.

Aos finais de semana acontecem apresentações com música ao vivo, e sempre aos domingos, a casa abre com bufê para almoço.

Cantinho da Gula Espetos e Caldos

Para apreciar pratos mais caseiros, cerveja gelada e drinques, num ambiente familiar e de acesso fácil, o Cantinho da Gula cumpre esses critérios.

Churrasco, farofa, vinagrete, peixes assados e outras especialidades da casa são servidas até depois das 22h. O local abre de terça a quinta para janta, e aos domingos, serve almoço. Vale ligar lá antes de ir, para saber como está o horário de funcionamento!

Boi Baguá

Com uma proposta de servir o turista bem, com o clássico churrasco do Mato Grosso, o Boi Baguá atende na Rodovia do Mirante.

Cortes como cupim, maminha, e alcatra, servidos acompanhados de massas e arroz temperado, são alguns dos pontos fortes do cardápio da casa. Vale chegar cedo para comer, pois a casa tem salão limitado!

Xá Ica

Quer sair um pouco da tradicionalidade da cozinha do MT e saborear outra culinária, ainda na Chapada dos Guimarães?

O restaurante Xá Ica é especializado em comida árabe a preços convidativos. Charuto, quibe, esfirras de carne, e outros pratos temperados com especiarias e ervas tipicamente árabes, são alguns dos destaques da casa. Mas saiba que esse espaço só funciona aos finais de semana e feriados, durante o almoço!

Como chegar?

De avião você pode optar pelas companhias Azul, Gol, LATAM, e Avianca.

De ônibus, separamos um site bem legal que mostra as companhias que fazem o trajeto, baseado em sua localização. Os preços são mais acessíveis do que uma viagem de avião. Acesse aqui!

Onde ficar

Mandala Guest House

O lugar é aconchegante e oferece café da manhã e internet, a apenas dois quilômetros da cidade.

A Mandala Guest House tem quartos ajustados aos turistas em busca de conforto e tranquilidade, em pacotes econômicos!

Pousada Quinta dos Quintais

Essa pousada tem estrutura com piscina, ar-condicionado, e quartos com banheiros privativos.

O café da manhã é variado na casa, e oferece frutas, bolos e pães diversos todos os dias. Se você vai de avião, levará mais tempo para chegar ao local, que é distante a 80 km do aeroporto. Já de ônibus, a ida para a pousada encurta para 5 km, saindo da Rodoviária da Chapada dos Guimarães.

Pousada Solar da Chapada

Essa opção é uma boa para casais que querem um lugar mais privativo para curtir a viagem.

A Pousada Solar da Chapada tem camas ao ar livre, para relaxar à beira de piscinas em ambiente a céu aberto, ou também quartos fechados. Bar, TV em quartos triplos, café da manhã e churrasqueira, são outros pontos altos do ambiente.

Além das dicas de lugares acima você também pode ver boas indicações de hospedagens em sites como o Booking, Airbnb, e TripAdvisor.

Separamos alguns sites importantes também, para você buscar informações locais:

Instituto Chico Mendes de Conservação da Biodiversidade – para infos sobre o Parque Nacional

Viaje Legal – site do governo federal, com telefones e informações úteis sobre qualquer estado brasileiro

Prefeitura da Chapada dos Guimarães – para tudo relacionado aos serviços públicos do município

Fechar um roteiro por Mato Grosso e incluir essas atrações dentro do seu plano, vai render ótimas experiências turísticas. Basta pesquisar os locais antes de fechar seus pacotes de viagem, e embarcar preparado para essa rota!

E então, já anotou tudo? Prepare-se para desvendar a Chapada dos Guimarães e compartilhe a sua experiência com a gente!

Felipe Paciullo
Formado em jornalismo, é especializado em redação e produção de conteúdo para web, com foco em SEO. Suas áreas de escrita são principalmente ciclismo, gastronomia, vinhos, e saúde e bem-estar. No Experiências Brasil, somou esses conhecimentos e escreveu nas área de viagens e turismo – https://www.linkedin.com/in/felipe-paciullo/